Realizar o Casamento

1. Os noivos devem contactar com antecedência o Cartório Paroquial. Os casamentos serão marcados segundo as possibilidades do pároco e o processo deverá começar a ser instruído pelo menos 4 meses antes. Podem obter aqui o formulário de Inscrição para casamento em formato PDF. Podem levar este impresso já preenchido.
2. Para a instrução do processo requer-se que os noivos tratem do processo civil junto da Conservatória do Registo Civil com, pelo menos, 4 meses de antecedência entregando depois no Cartório Paroquial o certificado correspondente. O preço do processo religioso varia conforme o local do casamento e as certidões. Se for um processo normal, são cerca de 70 euros.
3. Os noivos devem frequentar os Encontros de Preparação para o Matrimónio. Se não frequentarem, o pároco também não poderá assegurar a celebração da Eucaristia no casamento. Os encontros de Preparação para o Matrimónio realizam-se sempre a partir do fim de Janeiro e são constituídos por 6 encontros.
4. No asseio da Igreja os arranjos são feitos pelas Zeladoras dos respectivos altares podendo os noivos(as) dar as flores e fazer sugestões de arranjos. Não são permitidos arranjos que possam causar incómodos posteriores tais como arranjos nos bancos ou outros similares.
5. Se o Grupo Coral não é o da paróquia, deve trazer uma credencial do respectivo pároco e apresentar o programa de cânticos.
6. É costume fazer-se uma oferta por ocasião do Casamento. A Diocese do Porto estipulou essa oferta em 25.00 €). No caso desta paróquia, embora se tenha por base esta norma, considera-se que a oferta é livre. Se alguém tiver dificuldades, dá só o que pode, senão pode oferecer segundo a sua generosidade. Se quiserem poderão ofertar no dia do casamento ou em outra altura oportuna. O fruto é para as despesas da Igreja
7. Para mais informação consulte o folheto informativo sobre o Matrimónio em formato PDF